Publicidade

Publicidade

Processos de admissão

Processos de admissão

Notas | Fuente: Sxc.hu. Autor: shho

Processos de admissão

O processo de admissão nas universidades espanholas para estudantes estrangeiros varia em função do nível de estudos que se pretenda realizar (Licenciatura, Mestrado ou Doutoramento) e do país de origem do aluno. É ainda necessário levar em conta todos os procedimentos administrativos a realizar e outros aspectos, como o pedido de cartão de estudante, a homologação de certificados aprovados no estrangeiro ou o reconhecimento parcial de estudos universitários.

Acesso a estudos de Licenciatura

Para poder aceder a estudos de Licenciatura nas diferentes universidades espanholas, é necessário cumprir um dos seguintes requisitos:

a) Ser proveniente de sistemas educativos de Estados-Membros da União Europeia ou de outros Estados com os quais Espanha tenha celebrado Acordos Internacionais a este respeito (Principado de Andorra, Islândia, Noruega, Listenstaine, Suíça e República Popular da China) e cumprir os requisitos de acesso à Universidade exigidos no respectivo país de origem.

b) Ter sido aprovado na prova de acesso à Universidade noutro sistema educativo estrangeiro, com pedido prévio de homologação do certificado de origem para o certificado espanhol de diploma de conclusão do ensino secundário ("Bachiller").

c) Possuir um título universitário oficial de Licenciatura ou equivalente.

d) Ter realizado estudos universitários parciais estrangeiros ou então, no caso de terem sido concluídos, não ter obtido a sua homologação em Espanha e se deseje prosseguir os estudos numa universidade espanhola. Neste caso, um requisito indispensável será o reconhecimento de, pelo menos, 30 créditos dos estudos anteriormente realizados.

Consoante o perfil de cada estudante, será necessário que realize uma série de procedimentos suplementares. Explicamos-te em seguida o que deves fazer em cada caso.

Procedimentos prévios para estudantes provenientes de sistemas educativos da União Europeia e de países com acordos de reciprocidade

Os estudantes provenientes de um sistema educativo de um país pertencente à União Europeia ou que sejam nacionais de um país com acordo celebrado no que diz respeito ao cumprimento dos requisitos de acesso à universidade nos seus países de origem devem realizar o procedimento de solicitação de uma credencial caso pretendam apresentar-se na fase específica da prova de acesso à universidade para obterem melhores qualificações.

Para comprovar o cumprimento dos requisitos de acesso é necessário enviar documentação e realizar uma série de procedimentos administrativos através da Universidade Nacional de Ensino à Distância (UNED), que determinará a nota de acesso à universidade espanhola correspondente a cada candidato. Estes procedimentos são especificados na Ordem EDU/1161/2010.

Uma vez concluído o processo, será emitida uma credencial que terá a validade de dois anos a contar da respectiva data de emissão para efeitos de "admissão e formalização da matrícula" nas universidades espanholas.

Além disso, os candidatos que pretendam apresentar-se na fase específica das provas de acesso à universidade necessitam também da credencial ou, na sua ausência, da fotocópia que comprove que solicitaram a sua emissão.

Procedimentos prévios para estudantes provenientes de sistemas educativos estrangeiros sem acordos de reciprocidade com Espanha

A legislação vigente estabelece a necessidade de obter uma credencial que comprove estar em condições de apresentar-se nas provas de acesso à universidade. As fórmulas e procedimentos concretos para obter a credencial encontram-se estipulados no Real Decreto 1892/2008. Outro procedimento obrigatório é a homologação do certificado de habilitações do país de origem para o diploma espanhol de conclusão do ensino secundário ("Bachiller").

Reconhecimento parcial de estudos universitários estrangeiros

Os alunos que tenham realizado parte dos seus estudos no estrangeiro poderão solicitar o reconhecimento parcial de algumas disciplinas aprovadas. Este reconhecimento poderá ser feito quando o teor e a carga lectiva sejam equivalentes às disciplinas pertencentes ao título para o qual é solicitada a admissão. Além disso, os estudantes cuja língua de origem não seja o espanhol deverão comprovar o conhecimento e o domínio deste idioma.

São as próprias universidades espanholas que se encarregam de estabelecer os procedimentos de reconhecimento de disciplinas para cada um dos títulos, pelo que é necessário contactar o serviço de admissão do centro em que se pretende prosseguir os estudos para obter informações sobre os possíveis reconhecimentos das matérias já aprovadas.

Acesso a estudos de Mestrado e Doutoramento

Os estudantes estrangeiros interessados em realizar estudos oficiais de Mestrado ou Doutoramento em Espanha podem solicitar a sua admissão directamente na universidade espanhola em que pretendem efectuar os seus estudos. Ao contrário dos estudos de Licenciatura, para realizar um Mestrado ou Doutoramento não é necessário homologar o título de Licenciatura, embora seja necessário cumprir uma série de requisitos.

  1. Para aceder a um Mestrado Universitário:
    - Possuir um título universitário de Licenciatura obtido numa universidade espanhola ou numa universidade do Espaço Europeu do Ensino Superior (EEES).
    - Possuir um título universitário de Licenciatura obtido noutro país com comprovação prévia, por parte da universidade onde é solicitado o acesso, de que o nível destes estudos é equivalente ao dos estudos universitários de Licenciatura em Espanha.
  2. Para aceder ao Doutoramento será também necessário ter obtido pelo menos 60 créditos ECTS. Os referidos créditos poderão fazer parte do período de formação do programa de Doutoramento ou corresponder aos de um programa de Mestrado.